COZINHAS INTEGRADAS SUPER ELEGANTES

Cozinhas integradas são realidade e ganham diferentes configurações no layout do lar

Na mostra CASACOR SC 2021 os profissionais revelam nos projetos algumas possibilidades para este ambiente considerado o coração da casa

Que a cozinha assumiu há um bom tempo lugar de destaque na paginação dos lares não é novidade. Muitos até dizem que ela é o coração da casa. Talvez por isso tenha se transformado em uma das principais áreas de convívio. Mais do que um simples local para o ato de cozinhar e preparar as refeições, a cozinha se tornou o espaço preferido para a realização de recepções e confraternizações informais entre amigos e familiares.

Uma mudança, quase sem volta, é a abertura deste ambiente para as demais áreas sociais. Característica que aparece em vários projetos apresentados na CASACOR Santa Catarina 2021 em Florianópolis. Na mostra que ocorre  nas instalações do Espaço + UM até o dia 29 de agosto, o público pode visualizar exemplos de configurações propostas pelos profissionais para a cozinha, a partir de soluções que atendem aos diferentes anseios dos usuários

CasaYugen_ foto DENILSON MACHADO
Na criação da Casa Yugen, Gabriel Bordin fez da cozinha uma extensão do living. A ilha central no formato orgânico – desenho do escritório – fortalece a integração entre os ambientes de convivência. O tampo de bases vazadas facilita o acesso ao móvel por todos os lados. “Além de ser uma ilha funcional que agrega toda a parte molhada de cuba, calha escorredora, e acomodar gavetas na parte interna, funciona ainda como uma mesa, que pode ser acessada por qualquer um dos lados”, pontua o arquiteto.
Casa Pormade Foto: Fabio Severo
Com foco naquele tipo de anfitrião que gosta de receber com conforto e praticidade surgiu o projeto da cozinha da Casa Pormade, ambiente assinado por quatro profissionais, dois casais: Fabio Vitorino e Laís Forte, e Lucas Vitorino e Chara Kokowise. No cenário, a generosa bancada retangular com ilha de serviço é o centro das atenções. “Optamos pelo design da bancada sem desnível, uma tendência. Toda ela tem a mesma altura, inclusive o nicho das banquetas, ficando mais convidativa para o convívio com outras pessoas”, destaca Fabio.
Casa Cor Cosmopolitan Loft Foto: Rafael Ribeiro
Funcionalidade é a máxima na cozinha apresentada pela arquiteta Mariana Pesca dentro do projeto do Cosmopolitan Loft. “Eu mostro um espaço minimalista, com eletrodomésticos dentro dos armários, o que deixa o ambiente sem cara de cozinha, mas com todas as funções que a pessoa precisa”, explica. Segundo a profissional, geladeira, refrigerador e fornos embutidos no desenho do mobiliário não são mais novidade, mas a opção de camuflar os equipamentos ainda chama a atenção principalmente quando se tem a integração dos ambientes, como é o exemplo do loft criado por ela na mostra. O cooktop por indução, por exemplo, é uma solução quando não dá para puxar o gás. No espaço, a arquiteta também usou cuba com torneira embutida, ou seja, não fica aparente. Tem ainda a calha úmida, o que evita a necessidade de se ter um escorredor sobre a bancada.
Loft Naturalle Foto: LIO SIMAS
No Loft Naturalle, a mesa foi o ponto de partida, elemento central do projeto assinado por Michael Zanghelini. Construída com tampo de mármore branco – pedra exclusiva – e dois pés – um revestido com ripas de MDF (o mesmo usado em toda a mobília sob medida) e outro feito de tora de madeira -, a peça destaca um design orgânico – criação do arquiteto. O desenho tem continuidade na ilha com cooktop e queimador a gás, que é um pouco mais alta, e demarcada pela coifa de teto. Na área molhada que acopla cuba e escorredor, em uma das laterais da mesa, o bloco de mármore vai além da bancada. Ele sobe as paredes e invade o interior do armário inteligente, feito de metal e vidro canelado, com abertura, fechamento e iluminação por comando de voz. “É uma cozinha gourmetizada, com equipamentos ocultos no mobiliário, e funcional ao mesmo tempo, onde valorizamos questões afetivas e ancestrais no uso dos materiais”, destaca Michael.
Loft 2021 Foto: LIO SIMAS
No Loft 2021, da arquiteta Fernanda Eicke, a cozinha traz uma proposta pensada para que o espaço seja palco de encontros. Por isso, segundo a profissional, o motivo de uma ilha com mesa redonda, por ser mais aconchegante, menos formal, decoração pontual, porém, útil para o dia a dia. A composição que destaca o mármore em tons de verde, branco e preto, o Quartzito Gaia, é da região da Bahia. “Os trechos mais claros são cristais de quartzo translúcidos. O acabamento escovado na mesa e ilha permite sentir as rugosidades da pedra ao toque, uma experiência natural, prazerosa e multissensorial”, explica a arquiteta. Além da bancada de preparo, o ambiente conta ainda com despensa, armários para as louças e um bar com direito à adega e frigobar. Eletrodomésticos ocultos deixam a cozinha mais clean e atemporal, uma vez que não são usados em tempo integral. “É uma cozinha compacta, mas super funcional em termos de distribuição. Com cores confortáveis para o dia e a noite”, finaliza Fernanda.

Advertising

Twitter
LinkedIn
Instagram