MORAR SOZINHO, MAS BEM ACOMPANHADO




O último censo no Brasil demostrou que o número de pessoas que moram sozinhas aumentou sensivelmente. E não é necessário o censo para se perceber isso.
A vida mudou, as famílias são mais solúveis, os idosos têm mais tempo de vida ativa e útil, os jovens vão buscar trabalho em outras cidades. Enfim, as novas tendências sociais levam a essa mudança de padrão.

Viver sozinho acaba levando a morar em um lugar menor, mais prático e a escolher bem o mobiliário.
Móveis multifuncionais, peças práticas e reversíveis. Pouco acúmulo de coisas desnecessárias. Uma vida de nômade digital e moderno, que pode se mudar de apartamento alugado ou cidade de um momento para o outro.

E para ficar sozinho com conforto, sem estar mal acompanhado de peças inúteis, separamos algumas dicas.

1) Evite pensar em peças que exijam a execução com muito trabalho de marcenaria. Encarecem e alongam o processo de mobiliar o apartamento, além de, com frequência custarem mais bem caro. Prefira peças já prontas ou de fácil montagem

#asarquitetasonline

2) Escolha uma boa peça de design que se destaque, como uma poltrona bacana.

item 2

3) Móveis com rodinhas são ótimos. Práticos, podem atender a diversos usos.

item 3

4) Transparências como mesas de vidro, cadeiras em acrílico ou policarbonato, transmitem leveza e modernidade, deixando o ambiente agradável.

item 4

5) A cozinha é a peça que se deve ter mais cuidado. A bancada americana é prática e multiuso. Evite também escolher eletrodomésticos enormes. Lembre-se que você não precisa estocar alimentos em quantidade e em caso de festas, sempre se pode colocar um cooler ou alugar o que for necessário a mais.

item 5

6) E finalizando, o quarto. A ideia é sempre evitar acumular muita coisa, que acabe levando a um trabalho de manutenção desnecessário. Pisos práticos, armários necessários e clean, para a vida fluir numa boa.

item 6




Curta As Arquitetas no Facebook