VOCÊ É CONTRA OU A FAVOR?

O CLOROQUINER

Você  não gosta do Bolsonaro? Então você é PT???
Você é a favor do isolamento? Então você quer ficar sem trabalho e que as pessoas morram de fome por não poderem sair para trabalhar???
Você é a favor da cloroquina?
Sempre fomos assim, tão burros?
Desde que se instalou essa tirania da escolha entre opostos o país entrou nessa rota desgovernada de discussões estéreis e ineficientes.
Posso odiar o Bolsonaro e o PT. Ponto. Não preciso me explicar.
Posso até gostar do PT, considerando os absurdos vistos.
Tudo sempre pode piorar, não é mesmo?

E quanto a cloroquina? Então, você é contra o uso?
Nossa, esta politizando só porque o “Bolsonaro é a favor”!

A cloroquina é um MEDICAMENTO e eu não sou médica.
Não é uma questão de opinião, de contra ou a favor. É um fato concreto,
com pesquisas sendo feitas por institutos sérios e cientistas experientes em todo o mundo.
Se fosse tão fácil, por que teoria da conspiração absurda o laboratório que desenvolvesse a cura não estaria ganhando seu dinheiro e vendo suas ações subirem? Seria apenas com o maldoso objetivo de prejudicar o governo de um obscuro presidente do Brasil?
E enquanto cismam com isso, não providenciam ampla quantidade de testes, os respiradores não chegam, as máscaras não são usadas e os EPIs não chegam em quantidade suficiente aos profissionais.
Discute-se o que não tem comprovação e não se faz o que, comprovadamente (e sem efeitos colaterais) tem resultado positivo.

As pesquisas no mundo inteiro tem mostrado a ineficácia e o risco do remédio. Não foi o Brasil que descobriu a cloroquina… Seria ótimo se o resultado fosse positivo. Mas não é. E essa discussão diversionista do que realmente é necessário fazer só esta servindo para atrapalhar as politicas públicas sérias de combate a epidemia.
Quem transformou em discussão politica foi o Bolsonaro (e o Trump). O paciente só quer se curar e não ser cobaia e o médico quer fazer o seu melhor trabalho. Essa fala do presidente sobre “cloroquina ou tubaína” diz mais do mesmo de sempre. A realidade é que, no momento, tomar cloroquina, tubaína ou a garrafada milagrosa da Tia Maria tem o mesmo valor – pode até parecer que curou, mas sem qualquer comprovação cientifica.

Tenho muitas perguntas e nenhuma resposta. Só sei o que espero, o que quero.
O que eu quero é que, caso precise, seja atendida por médicos competentes, atualizados, que decidam o meu tratamento com inteligência e isenção. De acordo com as minhas comorbidades, meu histórico. Não quero ser cobaia de gente insana que resolveu vender cloroquina como se fosse herbalife.

E o isolamento?
Não sou nem a favor nem contra. Não é uma questão de opinião.
É o que temos pra hoje. Temos que cumprir ao máximo possível.
Para sobreviver hoje.
Esta ruim, esta horrível,  falta dinheiro, trabalho? Claro que sim.
Estamos entediados, surtados, desesperados? E daí?
Será que ainda não deu pra entender que isso é o possível nesse momento?

Vou ter que usar máscara por muito tempo?
Eu vou, tu vais, ele vai, nós vamos, vós ides, eles vão. Dane-se se da coceira, se aperta a orelha.
A gente se acostuma com tanta coisa ruim, será que é tão difícil se acostumar com uma máscara?
E aprender a usá-la sem ser um ogro que não sabe usar os polegares?

Agora, o que eu quero mesmo é um governo com uma liderança minimamente decente. Que comprem respiradores adequadamente. Que comprem e façam testes. Muitos testes. Unidades volantes, indo desde às comunidades aos condomínios testando, mapeando tudo sobre a Covid-19
Tem uma aglomeração? Juntou gente na orla? Vai lá e testa as pessoas! Distribui máscaras e testes, ao invés de querer empurrar goela abaixo um medicamento arriscado e de eficácia duvidosa.

Quer que a economia volte a funcionar (já sabendo que não vai ser “normalmente”), prezado Poder Executivo, tome as providências cabíveis e cuidadosas com seu “povo”, que não é só formado pelos 30% que continuam acreditando nesse circo em que se tornou.

Já deu dessa discussão sobre cloroquina e isolamento. Isso é só para nos distrair dos desvios de conduta e caráter da maioria dos integrantes desse governo de sádicos.

Quero SUS, UTI, respiradores, todos os funcionários da área de saúde pagos, testados, trabalhando com dignidade. Quero que os governadores e prefeitos – uns melhores, mais responsáveis e honestos do que outros, mas é o que temos – sejam recebidos, atendidos com respeito e segurança.
Chega de militares no governo, como se só eles soubessem arrumar bem as gavetas do Planalto.
E, numa fantasia extrema, quero também que as pessoas aprendam a ler jornal, mídias sérias e parem de compartilhar bobagem e desserviço fake pelo zap.

Quanto ao Presidente, é um psicopata. Ele não vai parar porque é igual ao vírus. Seu objetivo é crescer, multiplicar-se em 01, 02, 03, 0-n e sugar o doente ao máximo, aparentemente escolhendo a morte que seja mais dolorosa ao pobre paciente.

TEXTO E ILUSTRAÇÃO : Claudia Marandino

Advertising

Facebook
Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram