PAISAGISMO NO RIO DE JANEIRO, COM CLIMA DE CASA NO CAMPO

Com mais de 3 mil metros quadrados de área externa e árvores seculares, o projeto de de Anna Luiza Rothier  foi concebido para parecer um jardim mais maduro, embora recém-plantado.

A moradora, com casaco rosa, e Anna Luiza Rothier

Um casal e duas filhas, ambos advogados. A moradora, Danielle Brigagão é também diretora de comunicação. As duas filhas trabalham e estudam. Os pais da cliente eram lojistas na área de decoração e já conheciam a Anna Luiza Rothier. O imóvel já pertencia à família do marido de Danielle, que morou lá ainda solteiro. Depois de casados, moraram em Ipanema. Com a casa vazia, resolveram fazer uma grande reforma interna e externa, que levou oito meses até a mudança. 
Embora o  terreno seja muito grande, existem vizinhos à direita e em frente à casa. Por isso, uma das solicitações foi conferir privacidade, inserindo plantas extremamente altas e formando cercas vivas na frente e na lateral da casa. O paisagismo foi feito em conjunto com a obra externa, mudança de fachada, reforma da piscina, construção de gazebo e varanda na fachada.

No primeiro encontro, foi pedida uma vegetação exuberante, com plantas muito altas, que se misturassem às árvores existentes, para que o jardim parecesse já existir há alguns anos. Não queriam mudas pequenas para ficar esperando o seu crescimento.

“A moradora gosta muito de flores e fiz o possível para agradá-la. No entanto, como o terreno tem muitas árvores seculares, fica bastante sombreado. Com pouca incidência de sol, fica mais difícil termos muitas flores”, explica Anna Luiza Rothier.

“Desde o início, ainda em obras, os proprietários queriam tanto curtir a casa, que levavam cadeiras de praia, salgadinhos e champanhe para brindar no fim de semana, marido, mulher, filhas e namorados”, revela a paisagista.

.                     Conceito e inspirações do projeto:

“Como o terreno é muito grande para uma casa de cidade, quis dar um ar de casa de campo. Acho que consegui com sucesso esta tarefa, pois a proprietária diz que todos da casa acham que estão passando férias fora do Rio! Os próprios convidados ficam impactados com a exuberância do paisagismo e as diversas áreas de lazer”, conta a paisagista.

.                     Alterações na disposição original do paisagismo

Todos os jardins foram trabalhados. Das plantas originais, foram mantidas as grandes árvores. A casa estava fechada há algum tempo e, devido à obra, as poucas plantas que restavam acabaram morrendo.

Ficou muito diferente do layout anterior, pois foram criados elementos arquitetônicos e plantas ornamentais para compor os jardins.

Os caminhos da entrada de automóvel e circulação de pedestres tomaram novas formas e desenhos sinuosos para melhor circulação na área. O piso, onde passam os automóveis, foi feito de concregrama, que é uma técnica de grama intertravada, onde podem circular os veículos.

.                     Principais espécies utilizadas:

Palmeiras veitcha (Veitchia merrillii), palmeiras-triângulo (Neodypsis decaryi), palmeiras-fênix (Phoenix roebelenii), vriésias (Vriesea), cicas (Cycas revoluta), ráfias (Rhapis excelsa), arecas-bambu (Dypsis lutescens), pleomeles verdes e variegatas (Dracaena reflexa), além de muitas trepadeiras como bougainvilles (Bougainvillea spectabilis), sapatinho (Thunbergia mysorensis), e alamandas (Allamanda).

Para forração, foram usados singônios (Syngonium podophyllum) e jiboias (Epipremnum), em áreas sombreadas, e lantanas (Lantana camara), convolvulus (Convolvulus arvensis) e pingo-de-ouro (Duranta erecta aurea), sob o sol pleno.

Também foram usados diversos tipos de helicônias, plantas “parentes” das bananeiras, com flores tropicais belíssimas, bem como strelitzias.

Foi feito também um jardim vertical, ao lado do gazebo, no caminho para a sauna, ducha e banheiros da piscina.

.                     Maior desafio do projeto:

Criar um paisagismo, praticamente do zero e fazê-lo parecer que já existia há muitos anos.

Também houve um cuidado especial devido ao terreno acidentado. Buscou-se nivelá-lo o máximo possível ou criar inclinações e escadas para facilitar o acesso.

 Autoria do projeto: Paisagismo de Anna Luiza Rothier

.                     Instagram: @annaluizarothier

.                     Projeto de Interiores: Paola Ribeiro (@paolaribeiroarqinteriores)

.                     Produção visual: Andrea Falchi (@falchiandrea)

.                     Projeto de Iluminação: Chean Hsui (@chean_hsui)

.                     Fotógrafo: Denilson Machado (@mca_estudio)

.                     Tipo de imóvel e localização: Casa no bairro do Itanhangá, Rio de Janeiro

.                     Área total: 5.000 m², sendo 3400m² de área externa 

.                     Tempo dedicado à elaboração e execução do projeto de paisagismo: 7 meses.

.                     Principais espécies utilizadas:

Advertising

Twitter
LinkedIn
Instagram