MIX DE CORES COM MUITA PERSONALIDADE

Esse projeto vem de um mix muito diferente:
– Um brilhante designer de interiores russo, Dmitry Reutov.
– Um apartamento de 55 m² em um edifício centenário em Manhattan.
– Os clientes, que dão carta branca ao designer para usar sua criatividade como quisesse.

O resultado foi um inusitado oásis em rosa e verde, que remete aos filmes de Almodóvar ou Wes Anderson.
Ou ao Caribe mexicano com uma vibe Memphis.
Difícil de imaginar, não é mesmo? Veja aqui, em AS Arquitetas.

HALL

HALL

ESTAR

ESTAR

ESTAR TV

ESTAR TV

JANTAR

JANTAR

COZINHA

COZINHA

DETALHE

DETALHE

DETALHE

DETALHE

QUARTO

QUARTO

BANHEIRO

BANHEIRO

BANHEIRO

BANHEIRO

BANHEIRO

BANHEIRO

Extraído de Vintage&Chic Blog

NOTA: O QUE É O ESTILO MEMPHIS ?
Memphis foi um estilo de design criado por um grupo italiano de designers e arquitetos em 1981. Fundado em Milão por Ettore Sottsass, (que ficou conhecido por pela máquina de escrever Valentina, em plástico colorido, para a Olivetti) o coletivo criava móveis, tecidos, cerâmicas, vidros e objetos metálicos com estética pós-moderna nos anos 80 (período de 1981 a 1987).
Após sua estréia em 1981, o Memphis dominou a cena de design do início da década de 1980 com seu estilo pós-modernista e foi se espalhando em revistas em todo o mundo. Houve exposições das peças em Londres, Los Angeles, Tóquio, São Francisco, Nova York e Milão. Apesar do sucesso, o mobiliário colorido do grupo foi descrito como “bizarro”, “incompreendido”, “detestado” e “um casamento entre o estilo Bauhaus e a Fisher-Price”.
Sottsass ficou cada vez mais desiludido com o circo da mídia em torno dele, em 1985 ele anunciou que ele estava deixando o coletivo. Dentro do mundo do design, o estilo Memphis era um divisor de águas. E embora criado na década de 1980, a estética geométrica colorida tornou-se mais popular e amplamente aceito na década de 1990, onde teve impacto no design de móveis, arquitetura e itens domésticos. (Via Follow the Colours)

 

 

 

 

 

Curta As Arquitetas no Facebook