MAGGIE’S CENTRE PARA APOIO AOS PACIENTES COM CÂNCER




Maggie’s Centre de Norman Foster é inaugurado em Manchester, sua cidade natal

maggies-centre-foster-and-partners-nigel-young_dezeen_936_0

Norman Foster completou o Maggie’s Centre para cura do câncer na sua cidade natal, Manchester, com estrutura de treliça de madeira, uma estufa angular e um jardim de flores.
O fundador da Foster + Partners, que venceu a batalha contra um câncer no intestino há uma década, projetou o centro de saúde para o hospital The Christie, em Manchester.
Como os outros 18 Maggie’s Centres já estabelecidos no Reino Unido – projetados por arquitetos como Snøhetta, OMA e Richard Rogers – o centro oferece um ambiente não-clínico, onde qualquer pessoa afetada pelo câncer pode ir para buscar conselhos e apoio.

“Eu experimente em primeira mão a aflição de um diagnóstico de câncer, e entendo o quão importantes são os Maggie’s Centres como um retiro, oferecendo informação, santuário e apoio”, disse Foster.
Simétrico na planta, o edifício é, em grande parte, disposto em um único andar, para corresponder à escala dos vizinhos. No entanto, seu telhado angula até o centro para criar um mezanino mais estreito.
O layout é ditado pela intrincada estrutura de madeira, que compreende uma rede de colunas e vigas cônicas de madeira, cada uma suportada por vigas inclinadas, formando padrões em ziguezague.

“A moldura de madeira ajuda a conectar a construção à vegetação ao redor – externamente, essa estrutura será parcialmente plantada com vinha, fazendo com que a arquitetura pareça se dissolver em jardins”, disse Foster.

maggies-centre-foster-and-partners-nigel-young_dezeen_936_6

Paredes de vidro estão em todos os lados do edifício, dando vista para o jardim, enquanto claraboias triangulares permitem que a luz entre para as salas nos mezaninos, onde se encontram os escritórios.

maggies-centre-foster-and-partners-nigel-young_dezeen_1568_1

Os quartos do térreo são projetados em escala residencial, mais aconchegante. As salas de tratamento e aconselhamento estão localizadas ao longo da fachada  leste, cada uma com seu próprio jardim privado – todos desenhados pelo arquiteto paisagista Dan Pearson.

A estufa se encontra na ensolarada parte sul do edifício, convidando pacientes a cultivar flores e outros produtos. Há também uma biblioteca, salas para exercícios e uma cozinha.

maggies-centre-foster-and-partners-nigel-young_dezeen_1568_4

“Nosso objetivo principal em Manchester, cidade da minha juventude, foi criar um prédio acolhedor, amigável e sem nenhuma das referências institucionais a hospital ou posto de saúde – um espaço iluminado, acolhedor, onde pessoas podem se reunir, conversar ou simplesmente refletir”, explicou Foster.

maggies-centre-foster-and-partners-nigel-young_dezeen_936_2

“É por isso que em todo edifício há foco de luz natural, vegetação e vistas, com a estufa para fornecer flores frescas, e com ênfase nas qualidades terapêuticas da natureza e do ar livre”, acrescentou.

Foster trabalhou com Mike Holland, que lidera o time de desenho industrial da empresa, para projetar todos os móveis para a cozinha. Como muitos outros Maggie’s Centres, ela é o coração do prédio, permitindo a visitantes se sentarem em volta de uma grande mesa.

maggies-centre-foster-and-partners-nigel-young_dezeen_1568_1

Outros detalhes também reforçam a estética aconchegante. As paredes são pintadas de branco e decoradas com quadros, e um das áreas de convivência é organizada em torno de um fogão a lenha.

i1maggies-centre-foster-and-partners-nigel-young_dezeen_936_3

Azulejos cobrem o chão no interior do edifício, e também se estendem para uma generosa varanda virada para oeste, abrigada da chuva pelo beiral do telhado.

A instituição de caridade Maggie foi fundada pela falecida Maggie Keswick Jencks e seu marido, o arquiteto teórico Charles Jencks, para oferecer apoio para aqueles que têm câncer e seus parentes.

Foster apresentou seu projeto para o Maggie’s Manchester no início de 2014. Desde então, a arquiteta Amanda Levete e o designer Thomas Heatherwick também criaram projetos para Maggie’s Centres.

Um novo centro, projetado pelo arquiteto americano Steven Holl também está a caminho, no St. Bartholomew’s Hospital em Londres.

Extraído de Dezeen

Tradução de Camila Marandino




Curta As Arquitetas no Facebook