ILUMINAÇÃO ESCANDINAVA - As Arquitetas

ILUMINAÇÃO ESCANDINAVA

A iluminação escandinava traz charme, sem abrir mão da funcionalidade

O design escandinavo, surgido em 1950 em alguns países nórdicos, tem roubado a cena e ditado as regras em pleno século XXI. As características  de simplicidade, funcionalidade e minimalismo tem encantado a todos.

Na Cozinha Dinamarquesa não é diferente. O ambiente projetado pelas designers de interiores Cris Araújo e Linda Martins, do escritório Maraú Design Stúdio, para a Casa Cor Santa Catarina – Itapema 2018 traz na iluminação a inspiração nórdica. “É uma iluminação mais clean, porém sofisticada”, destacam as profissionais.

Um dos pontos fundamentais desse tipo de decoração é a valorização da iluminação natural. “A iluminação natural transforma o ambiente e é a base para um bom projeto dentro desse estilo. Sabendo disso, ampliamos a porta de saída e substituímos a versão antiga por uma nova com esquadrias finas na cor preta que emolduram um charmoso jardim”, comenta Cris Araújo.

IMG_8686

Por ter essa pegada mais clean, a iluminação proporciona a percepção visual de um ambiente mais amplo. “Como a cozinha é um ambiente de multitarefas, é importante ter essa sensação de amplitude, para que quem esteja usando o espaço se sinta mais à vontade”, explicam Cris e Linda.

IMG_8638

Os pendentes são elementos luminotécnicos muito característico desse estilo de projeto e vai além da sua função básica para se tornar também um elemento agregador para a estética do espaço. “Como o estilo escandinavo preza por poucos produtos em sua composição, todos os elementos que compõem a decoração são também funcionais. Os pendentes Corda, de Guilherme Wentz, colocados sobre a bancada, por exemplo, tem desenho minimalista e dão um toque contemporânea ao ambientes.

IMG_8622

Já as luminárias acima da mesa, que foram desenhadas exclusivamente por nós para o espaço, chamam a atenção em todos os sentidos. Tanto na sua disposição no espaço – já que estão nas paredes e não no teto – quanto no seu design ao mesclar linhas finas e retas com uma cúpula grande e cheia de personalidade”, salienta Linda Martins.

IMG_8723

Fotos: Daniela Buzi

Curta As Arquitetas no Facebook