E ROLAM AS PEDRAS…




Mármore, granito, limestone, marmoglass…Você sabe quem é quem?
E mesmo sabendo diferenciar, sabe como usar? Onde e quando especificar um ou outro?
Pois bem, vamos fazer um resuminho rápido para dar uma panorâmica do assunto.
As variações são grandes, mas vamos ficar no básico, certo? E já resolve muita coisa.

MÁRMORE

O mármore é uma pedra natural. É uma rocha metamórfica originária de calcário exposto a altas temperaturas e pressão, sendo por isso encontrado em regiões de rocha matriz calcária e atividade vulcânica.
É encontrado em diversas tonalidades e padrões de desenho, podendo ser utilizado em pisos, paredes e obras de arte (esculturas).
No entanto deve-se notar que, apesar da grande durabilidade, é um material bastante poroso, podendo ficar manchado ou corroído com o desgaste do tempo, necessitando por isso de melhor manutenção.

 



 

GRANITO 

É também uma pedra natural, sendo uma rocha ígnea. Como tal, caracteriza-se por sua altíssima resistência mecânica e, portanto, são apropriadas para suportar grandes esforços mecânicos e tráfego.É ótimo para pisos externos, de grande circulação, bancadas de serviço (cozinha) e afins.
Comparativamente, é bem mais resistente do que o mármore, mas não possui a mesma variedade de cores e desenhos que o mármore tem. Em geral, as tonalidades são mais escuras e a granulometria pode variar de bem pequena e uniforme a grande e bem “pintadinho”.


LIMESTONE

Pedra natural calcária. Pode ser utilizada em ambientes internos e externos, fachadas, muros, bordas de piscina. É uma tendência mais recente na arquitetura.

 

 



INDUSTRIALIZADOS

Generalizando, são materiais desenvolvidos com o uso de resíduos de mármores e resinas de poliéster, vidro, etc com o objetivo de obter a dureza e resistência das pedras naturais associada a uma variada gama de cores. Temos o Silestone, Aglostone, Marmoglass e outos similares.

 

 

 





http://www.alicante.com.br/catalogo_mostra.php?tipo=1&id=219




Advertising

Facebook
Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram