COMO COMPRAR UM APARTAMENTO - As Arquitetas

COMO COMPRAR UM APARTAMENTO

por Vivi Figueiredo

apartamentocomprarQueridas e queridos, esse post foi feito com muito carinho para vocês. Um dos conceitos chave da educação financeira está diretamente ligado aos sonhos. Não adianta poupar sem ter perspectiva. Ninguém consegue se sacrificar hoje sem ter em mente o benefício futuro. Certa vez, vi um vídeo de um alpinista que dizia que quando seu corpo já estava exausto e sua mente já nem raciocinava direito, ele só pensava na vista que ele ia ter lá de cima e que isso o motivava a continuar.

O sonho de hoje é alto, mas quem disse que você não consegue? Será necessáriopersistência, foco e disciplina para resistir as tentações momentâneas e pensar no que você quer para sua vida. Além disso, mexe com qualquer brasileiro que sonha em ter sua casa própria e não ter a dor de cabeça de ficar pensando em aluguel.

Agora, se você está aí, lendo o meu blog e é magnata, que tal pensar em um apartamento como investimento? Eu sei que você não vai precisar poupar para comprar o prédio inteiro, mas pelo menos você dar valor ao que você tem e ver o quão isso é difícil para a maioria dos brasileiros.

Vamos juntar dinheiro para comprar um apartamento? Se você é jovem, solteira, desempedida, a hora de dar aquelas festinhas é já! Se você está noiva, já está na hora de sair do ninho da mamãe, não é mesmo? Se você está grávida, por que não um apê maior para a criançada que vem por aí? E se você é vovó, ainda dá tempo de realizar o sonho de ter o seu cantinho e chamar as amigas para uma dose de licor e carteado!

Como vocês podem ver no título esse é o Na Ponta do Lápis Apartamento I, pois fiz os cálculos para apartamentos até R$450 mil, mais para frente faço para os mais pomposos.

Para conseguir comprar um apartamento fofo de R$150 mil reais, você precisa juntar R$900 por mês, no porquinho (cofrinho) durante aproximadamente 14 anos o que equivale a 167 meses.

Imagem6

Ah não Vivi, eu quero um apê maiorzinho. Tudo bem, um de R$200 mil, se você juntar os mesmos R$900 mensais, porém aplicando o dinheiro em um Fundo de Renda Fixa você conseguirá um em 13 anos e 6 meses ou em exatos 162 meses.

Imagem7

Ué Vivi, quase igual aos R$900 mensais colocados no Porquinho para comprar um apê de R$150mil?

 

Imagem17Isso mesmo xuxuca, isso é ótimo para você perceber que informação e inteligência podem fazer milagres. Falando sério agora, por menor que seja o juros que você receba em uma aplicação com o efeito mágico do tempo, ele vai crescendo em bola de neve.São os juros compostos que fazem os mesmos R$900 durante aproximadamente 14 anos no porquinho gerarem R$150 mil e em um Fundo de Renda Fixa R$200 mil. A escolha é sua, o dinheiro é seu ;).

Entendi Vivi, mas eu quero um apê com uma localização melhor, tipo de R$250 mil. Beleza, com os mesmos R$900 mensais agora aplicados em CDB ou na Poupança Nova, você consegue realizar seu sonho em 15 anos e 2 meses, aproximadamente, ou em 182 meses.

Imagem8

 

Hum, mas sabe aquele apartamento que tem uma área de lazer sensacional que nem precisa de clube e academia? Sem problemas, um piso em torno de R$300 mil, a lindinha consegue aplicando os mesmos R$900 todo mês em Títulos Públicos ou na Poupança Antiga (eu sei que não dá mais para colocar o dinheiro com o rendimento antigo da poupança, mas é válido colocar aqui para efeito de análise e o dinheiro já colocado continua rendendo), em 16 anos e 2 meses, isto são 194 meses.

Imagem9

Mas Vivi, uma amiga minha comprou um de R$350 mil e eu quero um igual ao dela. Aham, entendo. Vamos lá, se dessa vez a xuxuquete investir os R$900 mensais em ações da Paranapanema, ela realizará seu sonho em 5 anos e 6 meses que é equivalente a 66 meses. Aposto que ficou toda animadinha aí, mas calma lá, quanto maior o retorno maior o risco, já expliquei aqui no blog.

Imagem10

Do mesmo jeito que o dinheiro que você investiu na ações dessa companhia, você poderia ter comprado de outra empresa e não conseguir juntar nem R$50 mil. Então, cuidado com ações. Tá Vivi, mesmo assim eu estou animada e agora quero um apê de R$400 mil. Com os mesmo R$900 todo mês religiosamente, em 5 anos e 8 meses você compra um, ou em 68 meses exatamente.

Imagem12

Ah, mas tem um tão lindo que custa R$450 mil, como faz? Do mesmo jeito que os outros, vamos reservar R$900 mensais e investir em ações específicas da Paranapanema, você conseguirá um desse em um pouco menos de 6 anos ou exatos 71 meses.

Imagem12

E aí animadas para ter seu próprio apartamento? Demais né. Um dos pontos importantes que eu quero passar para vocês é relacionado aos juros compostos como mencionei acima. Esses são capazes de muitas vezes diminuir pela metade ou até por mais da metade o tempo de economia mensal. Como assim Vivi? Supondo que a lindinha quer um apartamento de R$450 mil, investindo R$300 mensais. Se você apenas guardar o dinheiro no cofrinho você demorará 3,25 vezes mais tempo do que se aplicar na Poupança Nova, por exemplo. 

Imagem14

Outra coisa relevante que vale a pena ressaltar é a Poupança Antiga versus a Poupança Nova. Sim, não tem como colocar mais dinheiro na Poupança Antiga, porém será que é válido então deixar rendendo o dinheiro na Poupança Antiga? Depende. Se você precisa do dinheiro e só tem aquela fonte de renda, é claro que você vai tirar, mas por exemplo, se você é uma investidora conservadora eu aconselharia deixar o dinheiro na Poupança Antiga, pois ela não só rende mais que a Poupança Nova. A diferença da taxa de juros é considerável ainda mais com o tempo, como expliquei.

Imagem16

Para ilustrar o efeito dessa diferença da taxa de juros da Antiga para Nova, fiz um gráfico que demonstra bem isso. Como se pode ver, ao investir R$300 mensais, com o intuito de comprarum apê de R$200 mil, se você pudesse colocar na Poupança Antiga em 289 meses você teria um, enquanto na Poupança Nova, são necessários 312 meses, isto é, 23 meses a mais, quase 2 anos!

Imagem15

Como já expliquei algumas vezes no quadro Na Ponta do Lápis, isso é um estudo que tem alguns pressupostos Imagem3por trás que sem eles não seria possível fazer essa análise. Desconsiderou-se a inflação e uma série de outros fatores como por exemplo, poder comprar a ação especificada sempre ao mesmo preço, ou o preço da ação sempre será no valor cheio e não valor quebrado, etc. Para os interessados vale dar uma olhada nos outros “Na Ponta do Lápis”. Huuum, mas Vivi da onde você retirou as taxas para fazer os cálculos? As taxas utilizadas foram essas, a direita, e eu retiro de sites do governo e de economia. Para chegar nessas taxas, foram considerados alguns pressupostos que estão especificados, abaixo. Espero que tenham gostado e animados para conseguir um apê todo seu?

Mais para frente eu faço a análise para aqueles apartamentos gigantes com piscina infinito e tudo mais.

Imagem4

vivi2

 

Administradora de empresas pela FGV e investidora, ela já trabalhou em um banco de investimento inglês e está sempre antenada nas novidades no mundo das finanças. Fundadora do blog Bolsa Carteira

BOLSA CARTEIRA  http://www.bolsacarteira.com.br/

Curta As Arquitetas no Facebook