A GENTILEZA




por Claudia Marandino

1216783381_3gg_temos_e_de_imitar_o_profeta_gentiliza2 Nos idos tempos da faculdade, passávamos pela Av. Brasil e víamos o Profeta Gentileza escrevendo e pintando suas obras nos viadutos do caminho.
Na época, não pensava muito, nem na qualidade do trabalho nem na importância do seu manifesto.
Hoje acordei pensando que ele realmente era um cara muito perceptivo das relações entre as pessoas. Como um pouco mais de gentileza faz toda a diferença!
E está fazendo muita falta!
Estamos acostumados a sermos mal-tratados em transportes públicos, repartições e bancos, o tempo todo. Em hospitais, momento em que estamos mais fragilizados, achamos uma coisa fantástica quando o médico passa um pouco mais de tempo no quarto, conversando e tranquilizando a família…
Ninguém cede a vez, ninguém entende que cada um tem o seu tempo.
E as relações entre duas pessoas então! Como estão complicadas!
Somos menos gentis justamente com as pessoas mais próximas e, às vezes, com aquelas de  quem desejamos nos aproximar.
Gentileza é confundida com fraqueza, falta de opinião, timidez e mais outras tantas bobagens. A gente pode não se afastar de imediato de uma pessoa por gentileza. Para com ela e para conosco mesmo. Vai que ela é uma pessoa bacana, mas por pré-julgamentos você nem se deu ao trabalho de conhecer? Não pode existir um meio termo? Temos tantas limitações na vida que poderíamos escolher uma favorável : buscar tratar bem as pessoas e só aceitar ser tratado com gentileza.
Quando isso não acontecesse, simplesmente seguiríamos adiante, deixando a pessoa lá, cuidando da sua própria vida.
Infelizmente nem sempre é possível e às vezes só “rodando a baiana” mesmo. Mas sabe que estou buscando isso? Tratar as pessoas com alegria e atenção. Dar uma chance para ver qual é a da pessoa. Se ela achar que estou rindo dela, azar.
Mal sabe ela que estou rindo é de mim mesma e das minhas limitações em entender certas situações. Seria bom conseguir olhar e viver a vida realmente com mais gentileza, para comigo mesma e as outras pessoas.
E para começar a me tratar bem, aceito que estou longe, mas pelo menos, estou tentando… E tá bom … tem momentos em que não sou nada gentil…

Gentileza gera gentileza - historiasylvio.blogspot.com.br Bjsbjs, queridos Claudia




Advertising

Facebook
Facebook
Twitter
LinkedIn
Instagram